Em 1987, durante a Convergência Harmónica, a consciência colectiva da Humanidade foi consultada quanto ao futuro do planeta. Existiam pelo menos duas possibilidades: uma era ir em direcção ao que muitos videntes haviam predizido para o ano 2000: o Armagedão ou destruição do planeta. Outra era uma mudança de paradigma e o começo de uma nova era para a Humanidade. Em conjunto, escolhemos esta última e começou a “passagem da tocha” para ancorar no planeta a Nova Energia, uma energia de Unidade e Universalidade.

 

A Nova Energia precipitou o nascimento de uma Nova Terra. Como? Alterando a Rede Planetária. A Rede Planetária é uma rede de comunicação com o DNA humano. Foi criada com este objectivo, por nós mesmos, muito antes de povoarmos a terra. O equilíbrio entre luz (conciencia) e escuridão (inconsciência) da rede, foi radicalmente alterado, para que o nosso DNA recebesse uma energia de maestra. O corpo energético do planeta modificou-se de modo a sustentar mais consciência e com ele começou a nascer um Novo Humano ou Humano Universal, consciente da sua origem Espiritual e Universal.

O Novo Humano ou Humano Universal necessitou por seu lado de mudar e fortalecer a sua anatomia energética já que sustentar mais da própria luz seria equivalentes a passar de uma energia de 110 w para uma de 220 w. O Novo Humano dotou-se de uma Rede Individual que está em evolução e continua a crescer à medida que somos capazes de sustentar mais luz. A comunicação restabeleceu-se entre o Homem e o Universo e a possibilidade de recuperar as nossas memórias e o nosso poder está hoje ao alcance de todos o que o queiram escolher.